Geral

Dengue: tendência é de redução de casos no país, apontam dados do Ministério da Saúde

Em 10 estados do país, o cenário de combate à doença melhorou. Secretária de Vigilância em Saúde, no entanto, diz que é preciso continuar em alerta

Em sua atualização mais recente sobre o panorama nacional da dengue, o Ministério da Saúde aponta que há tendência de redução dos casos no país. A situação melhorou em 10 estados. Em 12 unidades da federação, as ocorrências estão estáveis, enquanto em cinco entes houve aumento do contágio. 

Segundo Ethel Maciel, secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde, o pior cenário da doença parece estar ficando para trás, mas é preciso manter a cautela. 

Neste momento, passamos pelo pico. Subimos a montanha e, agora, estamos descendo, mas nessa descida ainda precisamos continuar em alerta”, afirmou durante evento na sede da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). 

O Distrito Federal e seis estados, sendo estes Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e Santa Catarina, concentram mais de 85% dos casos, mas apenas no Paraná a curva de casos continua subindo. Bahia, Maranhão, Ceará e Sergipe completam a lista das cinco unidades da federação onde há alta de infecções. 

De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde sobre a arbovirose, registraram-se 3.507.062 casos prováveis, 217.423 ocorrências a mais do que na atualização anterior. O número de óbitos por conta da dengue saltou para 1.544. A taxa de letalidade da doença continua em 0,04%.

Fonte: Brasil 61

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Veja também

Saúde

Ministério da Saúde reforça a importância de manter a cobertura vacinal para evitar reintrodução da pólio no país

Notícias

Ministra diz que 20% das vagas serão para grupos étnicos-raciais

Geral

Crianças e adolescentes de 6 a 16 anos poderão ser imunizadas

Geral

Seis cidades receberão os imunizantes: Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Gravataí, Cachoeirinha e Glorinha