No ar:
Olho Vivo - Jones Diniz    08h10min às 09h55min

Ouvir!     

» Vida / Estilo » #ficaadica


22/05/2021 | 15h14min

Cuidados com a pele devem ser redobrados com o inverno

A médica dermatologista Dra. Hellisse Bastos mostra como mantê-la saudável mesmo com o frio

 Dra.Hellisse Bastos, Foto: Divulgação / MF Press Global Dra.Hellisse Bastos, Foto: Divulgação / MF Press Global

Falta pouco mais de um mês para o início oficial do inverno no Brasil, mas as temperaturas já estão abaixando em alguns pontos do país. O que não quer dizer que os auto-cuidados devem ser deixados de lado, muito pelo contrário. Afinal, assim como no verão, alguns detalhes devem ser observados, logo a pessoa não precisará se submeter à pequenos incômodos que podem causar algumas dores de cabeça.

 

 

De início, se o calor exige pratos leves e muitos sucos para se manter hidratado, agora é a hora do consumo de alimentos quentes e apostar em alimentados protéicos e com baixo índice glicêmico, evitando carboidratos simples para controlar o ganho de peso. Segundo a médica dermatologista Dra.Hellisse Bastos, “o ideal agora é investir em chás, cafés, sopas, carnes , ovos , verduras e legumes refogados”.

 

 

Além disso, a especialista revela que agora é a melhor época do ano “para fazer procedimentos estéticos na face, como os peelings químicos, ou tratamento ablativos como o laser Erbium ProColagem. Além, é claro, um bom momento para tratar as gordurinhas localizadas com criomodelagem e lipoenzimatica, já preparando o corpo para o verão”, destaca.

 

 

Um dos problemas que costuma acontecer bastante nesta fase do ano são aquelas bolinhas vermelhas concentradas em algumas regiões, como braços, parecidas com cravinhos. Dra. Hellisse explica que “esta é uma manifestação chamada ceratose pilar, provocada tanto pelo ressecamento da pele, quanto por fatores relacionados a desbiose intestinal que estão associados ao consumo de açúcares, farináceos consequentemente alteração da flora de microorganismo do intestino e pele. Também podem aparecer a dermatite atópica e dermatite seborreica, que são patologias que têm a incidência aumentada durante a estação mais fria do ano”.

 

 

Quem também merece uma atenção especial no frio são os cabelos. Para evitar que eles ressequem e sigam saudáveis, “A melhor opção é utilizar shampoos e condicionadores de boa qualidade e adequados para seu tipo de cabelo”. Outra medida importante é fazer hidratação. “Faça uma limpeza profunda dos fios para retirar todas as impurezas. Em seguida, os hidrate com uma máscara hidratante específico para o seu tipo de cabelo e somente após aplique o condicionador. Uma dica que deixo é que a hidratação deve ser repetida semanalmente”, reforça.

 

 

A dermatite seborreica, chamada de caspa popularmente é muito frequente e a Dra. Hellisse explica que a razão disso “é o excesso de oleosidade nas regiões com maior concentração de glândulas sebáceas, como couro cabeludo, rosto, supercílios e tórax e também pela diminuição da higienização do couro cabeludo principalmente pelas mulheres, sempre ideal a lavem diariamente ou no máximo em dias alternados. O mais indicado é, antes da chegado do inverno, consultar um dermatologista para fazer o tratamento adequado para evitar que a dermatite se manifeste”.

 

 

Além dos cabelos, quem também merece uma atenção especial no inverno são os lábios. “Eles ficam mais sensíveis durante o inverno. O vento, frio, poeira, poluição e a baixa umidade agridem e ressecam muito os lábios. Mantenha sempre seus lábios hidratados”, ressalta a especialista. “No inverno, prefira produtos com filtro solar associado a preparações a base de cremes ou pomadas, que mantém os lábios sempre com uma película protetora e ajudam em sua hidratação”, complementa.

 

 

Segundo a médica, outra maneira de se prevenir contra as queimaduras e rachaduras (que às vezes até sangram os lábios) “é simplesmente evitando de passar a língua nos lábios, um hábito inconsciente de muita gente”.

 

 

O inverno também é propício para deixar sua pele ressecada. “Com a temperatura mais baixa e a baixa umidade do ar, as pessoas tendem a ficar em ambientes fechados, e as deficiências de vitamina D3 aumentam, principalmente pela diminuição da exposição solar, e isso, além de ressecar a pele, diminui a imunidade podendo ocorrer os desequilíbrios entre os vírus, bactérias e fungos que existem a nosso corpo e causar as doenças em geral”, acrescenta a médica.

 

 

Diante disso, “a hidratação é essencial para termos a pele saudável e linda, sempre associado a suplementação de micronutriente de acordo com as necessidades de cada indivíduo. Alguns danos que sua pele sofre são: prurido, urticária e dermatite atópica, entre outros. Para evitar estes danos, use hidratantes corporais sempre após o banho. Para as partes mais ressecadas do corpo utilize óleos vegetais e pomadas para hidratação”.

 

 

Além disso, se a pele do rosto não for hidratada adequadamente, “vai surgir o ressecamento, que traz riscos como envelhecimento precoce (rugas finas) e diminuição da elasticidade da pele. Com a diminuição da temperatura, os banhos acabam por ser mais quentes, causando a perda da barreira de proteção da pele, levando a um ressecamento severo e, com isso, o aparecimento das rugas e diminuição da elasticidade”, observa.

 

 

“Além da hidratação no rosto, não se esqueça também da proteção solar e base facial, que formam uma barreira e protegem a pele dos raios solares, vento e poluição”, completa a especialista.


Veja também:


21/07/2021 | 09h13min

» #ficaadica: Suco de limão, cenoura e pepino: para limpar os rins e fígado

20/07/2021 | 10h18min

» #aguanaboca: Leve e delicioso: bolo de banana fit

17/07/2021 | 16h20min

» #aguanaboca: Fruta da estação: receita de pudim de bergamota


Comentários:


Voltar ao topo