No ar:
Baita Chão - Marco Antônio Nunes    15h00min às 16h00min

Ouvir!     

» Geral » Nutrição


11/02/2024 | 12h22min

Os erros que as pessoas cometem ao querer o corpo perfeito

Muitas vezes, para tentar alcançar esse objetivo, os caminhos escolhidos são prejudiciais ao organismo

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

A busca por um “corpo perfeito” é cada vez mais comum entre homens e mulheres de todas as idades. Mas, muitas vezes, para tentar alcançar esse objetivo, os caminhos escolhidos são prejudiciais ao organismo na opinião de Danielle Toledo, nutricionista da Conexa, ecossistema digital de saúde integral, líder na América Latina.

 

A adoção de um comportamento alimentar com dietas rígidas, pílulas milagrosas, chás, cremes anti-gordura, uso de injeções, diuréticos e mudanças drásticas é motivada pelo desejo de pertencimento social, com vistas à percepção de uma autoimagem positiva. “Muitos não se preocupam com as consequências ruins, desde que sua aparência se encaixe no ideário contemporâneo”, diz a nutricionista da Conexa.

 

Segundo Danielle, durante o processo de emagrecimento, é preciso entender muito bem os processos e limites do corpo. Muitas vezes, métodos que parecem nítidos e rápidos para perder peso não são tão eficazes assim. Contar calorias e fazer dietas líquidas, por exemplo, podem atrapalhar - e muito - os planos de quem deseja diminuir o número do manequim.

 

“Para emagrecer com saúde é necessário buscar o equilíbrio alimentar, respeitando a própria individualidade. Sem se render a milagres ou supostas fórmulas mágicas. As pessoas buscam imediatismo, mas é necessário tempo, paciência e constância no processo de emagrecimento”, afirma a nutricionista.

 

Além disso, de acordo com Danielle, é importante, ao longo do processo, definir objetivos realistas, planejamento das refeições, entender seus sinais de fome versus saciedade, exercita-se e cuidar da qualidade do seu sono.

 

Suplementos

 

“Eles servem para emagrecer, engordar, ganhar massa muscular e aumentar a imunidade. Numa só prateleira, é possível encontrar uma infinidade de suplementos que prometem uma vida mais saudável e cuidadosa, mas, engana-se quem pensa que a saúde se resolve apenas com um bocado de cápsulas”, alerta a nutricionista. 

 

Os suplementos alimentares têm o papel de complementar a dieta e compensar possíveis deficiências de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo. “Jamais poderão substituir uma refeição com alimentos naturais, porque seu papel é sempre o de coadjuvante” diz.

 

O consumo de suplementos tem crescido nos últimos anos no Brasil, mas apesar dos benefícios, é preciso ter atenção quanto aos possíveis riscos atrelados a sua utilização. Danielle explica que a suplementação só se torna importante em uma dieta a partir do momento em que não se consegue atingir, pelos alimentos, os macronutrientes, micronutrientes e fitoquímicos necessários para o bom funcionamento do organismo. Uma dieta bem elaborada dificilmente vai necessitar ser complementada com suplementação.

 

O acompanhamento de um nutricionista é primordial para identificar se há necessidades reais de uso da suplementação e, caso necessário, seja feita uma prescrição de maneira correta, evitando assim problemas futuros. “Nem todo mundo pode, nem precisa usar os suplementos. Somente o acompanhamento nutricional e os exames de rotina vão apontar ou não a necessidade, seja por deficiência ou por outros objetivos”, afirma.


Veja também:


21/02/2024 | 15h10min

» Clube: Lateral Mayk é apresentado oficialmente

21/02/2024 | 10h23min

» Internacional: Associação alerta para uso de substâncias psicoativas por motoristas

21/02/2024 | 10h21min

» Politica: Senado aprova fim da “saidinha” de presos


Comentários:


Voltar ao topo