No ar:
Santiago Movimenta - Paulo Pinheiro    13h20min às 14h00min

Ouvir!     

» Geral » Saúde


21/05/2020 | 15h56min

Nutricionista fala da importância de fracionar os alimentos

Josieli Trindade salienta que esta prática é muito recomendada pelos profissionais da saúde devido aos benefícios ao organismo

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Poucos dão importância para o beneficio do fracionamento das refeições. Tal atitude nada mais é do que consumir alimentos em porções adequadas de quatro a seis  vezes ao dia em horários regulares. A nutricionista Josieli Trindade salienta que esta prática é muito recomendada pelos profissionais da saúde devido aos benefícios ao organismo.

 

Cita como exemplo o fornecimento de energia constante ao longo do dia. O corpo precisa de “combustível”, que vem através da alimentação. A nutricionista observa que se a pessoa comer, várias vezes ao dia alimentos de qualidade, o organismo terá o combustível para trabalhar, melhorando a disposição, concentração, além de diminuir a sensação de fome exagerada nos horários principais de refeições.

 

A pessoa que fica muito tempo em jejum chega ao almoço ou à janta com muita fome e tende a consumir exageradamente. Com o fracionamento das refeições isso poderá ser evitado e, consequentemente diminuir a quantidade de alimentos.

 

A nutricionista lembra que esta prática também acelera o metabolismo para queimar as calorias./ Explica que ao contrário do que muitas pessoas pensam a alimentação fracionada não engorda. Esta prática auxilia no emagrecimento já que exige mais do organismo para digerir o alimento, além de controlar os níveis sanguíneos de açúcar, colesterol e triglicerídeos e diminuir as sensações desagradáveis do jejum.//

 


Veja também:


25/09/2020 | 10h13min

» Abastecimento: Corsan implanta novo padrão de ligação de água

25/09/2020 | 09h58min

» Internacional: Cães são usados para detectar coronavírus em aeroporto na Finlândia

25/09/2020 | 09h47min

» Pecuária: Segunda fase da campanha contra a aftosa começa em novembro


Comentários:


Voltar ao topo