No ar:
Terra Nativa - Luiz Fernando Rocha    07h00min às 08h00min

Ouvir!     

» Geral » Alerta


13/03/2018 | 17h09min

Em casos raros, alérgicos a ovo de galinha podem ter reações à vacina contra a febre amarela

Vá até uma unidade de saúde e saiba se você pode se vacinar ou não

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Se vacinar contra a febre amarela é muito importante. Está disponível em unidades de saúde. Em casos graves, uma pessoa infectada com o vírus, se não tratado, pode levar à morte. Você sabia que a vacina é feita a base de proteína do ovo? O consultor científico do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fiocruz, Reinaldo de Menezes, comenta que em casos muito raros, alguma reação pode acontecer, num período de 30 minutos. Mas, ainda assim, ele afirma que alérgicos ao ovo de galinha podem ser vacinados, desde que orientados pelo médico.

 

“A vacina é preparada em um ovo de galinha. Então tem o resíduo de proteína de ovo de galinha na vacina. Se a pessoa tem uma alergia leve ao ovo, não deve acontecer nada, mas algumas pessoas, embora isso seja extremamente raro, podem ter urticárias, edemas, até mesmo ter um choque causado pela proteína do ovo. Aquelas que não têm alergia tão grave, quando houver alguma dúvida com a contraindicação ou não, é melhor fazer a vacina em ambiente hospitalar, pois, se houver qualquer reação, a pessoa possa ser tratada imediatamente.

 

A campanha de vacinação começou no dia 19 de fevereiro e chegou ao fim em nove de março. A vacinação continua para que os números de não imunizados aumentem. Segundo o coordenador do Programa Estadual de Imunização da Secretaria de Saúde da Bahia, Ramon Saavedra, a expectativa é de que um milhão e meio de pessoas sejam vacinadas durante o restante da campanha. Devem se vacinar contra a febre amarela apenas pessoas que moram nas áreas de recomendação da vacina ou até 10 dias antes de viajar para essas regiões. Viajantes internacionais também devem tomar a Vacina. Para adultos que tomaram a primeira dose há menos de dez anos também não há necessidade de adiantar a dose de reforço. Para saber mais, acesse saude.gov.br/febreamarela.

 

 


Veja também:


18/06/2018 | 22h00min

» Contrabando: Mercadorias estrangeiras são apreendidas em Santiago

18/06/2018 | 20h37min

» Saúde: Mudanças para incluir na rotina fitness e na dieta nos dias de frio

18/06/2018 | 16h26min

» Política: Eleições: outdoors, banners, cavaletes e outras formas de propaganda nas ruas estão proibidas


Comentários:


Voltar ao topo